sexta-feira, 31 de outubro de 2008

''Arquitetura é sua própria finalidade''

Para ele, é necessário que Estado invista não para criar marcos arquitetônicos na paisagem, mas pelo valor intrínseco da obra

Jotabê Medeiros



A plasticidade da obra de Lelé aflora em construções cuja estrutura arquitetônica é tradicionalmente conservadora, como hospitais e passarelas urbanas. Um dos exemplos mais recentes é o hospital Sarah Kubitschek do Rio de Janeiro, edificação na qual se sobressai uma espécie de calota esférica branca com uma "flor carnívora" se abrindo no alto, e onde funciona o auditório do complexo.

Localizado em um terreno de 80 mil m2 nas imediações da Lagoa de Jacarepaguá, o hospital de Lelé fascina com sua estrutura metálica vermelha e os telhados brancos de alumínio, um teto em arco que se abre por um sistema motorizado, permitindo a ventilação natural em toda
sua amplidão. Do lado de fora, um espelho d?água que não é só enfeite: além da função paisagística, presta-se à função climática, aumentando a umidade do ar.

Em Brasília, a 40 quilômetros do centro, há um exemplo de como Lelé também trabalha com maestria a obra em pequena escala. Ali, ele projetou uma residência para um amigo que é uma espécie de "Fallingwater do cerrado" (obra-chave do norte-americano Frank Lloyd Wright), uma casa de dois níveis integrada a uma colina e com um espelho d?água interno. A casa foi construída de forma a permitir uma visão quase integral da paisagem local.

O sr. foi homenageado na B
ienal de Arquitetura de Veneza, em 2001, numa época em que se debatia muito a oposição entre ética e estética na arquitetura. Há de fato um predomínio esteticista hoje em dia?

Tudo tem de ter arte, a arte não pode ser abolida. Com o desenvolvimento tecnológico, presente na arquitetura contemporânea de arquitetos como Renzo Piano e Norman Foster, houve um grande incremento da parte tecnológica da arquitetura. Acredito que hoje o grande desenvolvimento é na área tecnológica. Vemos a fragmentação do saber criando áreas especializadas, e o desafio do arquiteto é integrar esses muitos setores técnicos. A espontaneidade da criação está relacionada com esse novo desafio. Todos os conceitos mudam à medida que a tecnologia evolui. É impossível hoje pensar naquela antiga idéia do arquiteto em atividade solitária, um artista que fazia as coisas inspirado numa certa forma. Isso ficou mais difícil, porque as exigências tecnológicas são muito grandes. Hoje, eu aprendi até a ler o Raio-X. Porque não tenho como projetar sem saber certas coisas, uma sala, o mobiliário, sem
saber disso. Por isso, o computador está sempre ali. Há mais de 400 pessoas envolvidas nesse trabalho na Rede Sarah, fora a biomecânica. Um hospital nunca termina, está sempre em mudança. Mas não existe arquitetura sem arte, sem beleza. A tecnologia é um instrumento dessa perspectiva.



Há uma preocupação muito grande hoje com o meio ambiente. O português Álvaro Siza disse que isso foi fundamental na Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre.

Não existe o trabalho da arquitetura sem essas preocupações. É fundamental. Isso eu aprendi muito com o Oscar (Niemeyer), a relação com o espaço, o entorno. É o primeiro passo. Oscar é minha grande inspiração. Até hoje ele é. Sempre que vou ao Rio de Janeiro eu vou ao escri
tório dele. Não só continuo a ver sua obra, como tento absorver o máximo. O discípulo tem de seguir o mestre na medida de sua competência, porque se eu tentasse imitar Oscar sairia no máximo uma caricatura. A idéia de priorizar sistemas naturais começou com meu trabalho no ambiente hospitalar. Você precisa humanizar esses locais. Por exemplo, a luz artificial é um problema. Há 30 anos, não se pensava em sustentabilidade e não havia problema de fornecimento energético. Era uma questão de humanização do projeto. A climatização por meio de ventos foi uma forma de controlar a infecção hospitalar. No projeto que a Rede Sarah executa agora no Rio utilizamos sistemas complementares. Investimos muito em sistemas mecatrônicos e computadorizados para que o ar-condicionado e a ventilação natural funcionassem juntos.

Niemeyer fez 100 anos e continua professando fé em certas convicções políticas. É um comunista convicto. E o sr.?

Eu também. Acredito no socialismo, continuo acreditando em um mundo socialista. Não como uma prática, mas como doutrina não praticada. Todos
ansiamos pela liberdade. Não vejo outra saída.

Sempre se diz que obras como o edifício da Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre; o Masp, em São Paulo; o MAM, do Rio de Janeiro; o Memorial da América Latina, em São Paulo; são coisas que acontecem muito raramente na arquitetura brasileira, são "acidentes" arquitetônicos.

De fato, nós investimos pouco nesse tipo de obra. O próprio Siza tem obras de grande porte na Europa, obras nas quais o Estado investe porque julga importante investir. Aqui, até os nossos hospitais nós temos de fazê-los econômicos porque senão não conseguiríamos construí-los. As obras que surgem são esparsas e pontuais, como a Cidade da Música, na qual o Rio investe R$ 600 milhões. Mas é uma obra de Christian de Portzamparc, é um arquiteto consagrado. É preciso que o Estado invista não tanto parar criar marcos arquitetônicos na paisagem, mas pelo próprio valor intrínseco da obra. Obras como a de Oscar Niemeyer marcam a cultura de um povo, marcam a nossa cultura. É um trabalho que não pode ter restrições demais, porque senão acaba não sendo feito ou vai ser feito de forma inadequada. A Europa exporta cultura porque faz investimentos maciços em sua arquitetura. Aqui, esses edifícios acabam sendo avis raras que você vai pinçando aqui e ali. Não é um investimento sério como se vê na Europa. A própria Fundação Guggenheim investe em arquitetura como cultura, e nem sempre é uma edificação para guardar um acervo precioso. A própria arquitetura é que é preciosa. Há muitos casos em que nem existe um acervo, como é o caso do museu Guggenheim de Bilbao, que foi fundamental para o desenvolvimento daquele entorno e daquela cidade.

Há casos, entretanto, em que há evidentes exageros, investimentos em uma arquitetura faraônica e que é um pastiche, como é o caso de Dubai.

Evidentemente é porque eles têm muito dinheiro para gastar. Eu diria que esses edifícios são proezas arquitetônicas. Há proezas bonitas e feias. Existem arquitetos muito importantes realizando suas proezas aqui e lá. É preciso separar o joio do trigo. O Guggenheim de Bilbao é uma proeza feita pelo Gehry, que tem uma obra arquitetônica que vai ficar. Há diversos exemplos, como a Ópera de Sydney, que foi muito criticada e hoje é um símbolo da Austrália. Nós temos tecnologia no Brasil para realizar proezas.

Frases

"Eu diria que esses edifícios (de Dubai) são proezas arquitetônicas. Há proezas bonitas e feias. Existem arquitetos muito importantes realizando suas proezas aqui e lá. Nós temos condições tecnológicas de realizar as nossas proezas"

"É impossível hoje pensar naquela antiga idéia do arquiteto em atividade solitária, um artista que fazia as coisas inspirado numa certa forma. Isso ficou mais difícil, porque as exigências tecnológicas são muito grandes. Hoje, eu aprendi até a ler o Raio-X."

Origem da matéria Estadão 30/11/2008

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Música

****

Pra quem gosta de ouvir música, e gostaria de conhecer albuns, até mesmo aqueles mais antigos... alguns sites e blogs para começar são:


http://www.tudoadedo.com

http://sapodownloads.net/

http://musikaki.blog.br

http://musicasdownload.blogspot.com/

http://www.musicascompletas.com

http://h2t3oenx5eiusaif890.usercash.com/

http://liberadosfree.com/

http://www.discografiadorock.com/blog/






Depois você fica craque e para encontrar mais é só garimpar!


******

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

LIVROS

.

É isso mesmo pessoal, o assunto hoje é: LIVROS,

mas, livros digitais e gratuítos. Resolvi listar algumas fontes de livros digitais interessantes... Para ler use o computador, palm, smarth fone, ou mesmo seu celular. Para ler no celular vc vai precisar de ter o livro em extensão .jar, daí vc instala como estivesse instalando um game qualquer... um programinha chamado "shell" transforma qualquer documento (doc, pdf ou note) em jar de maneira muito simples.... bom, segue alguns links, daí é só pesquisar.


Mil livros mais procurados no domínio público para baixar grátis

Baixe tudo grátis: Estamos com 364 livros e apostilas!!!

Lendo.org -Livros grátis para download

Livros Clássicos, Resenhas e Biobibliografias - Download gratuito

E-Books gratis - compartilhando o conhecimento humano

Sites para baixar livros grátis

Projeto Livros para Todos

Mais de 200 livros da literatura brasileira, portuguesa e universal para você clicar e ler aqui mesmo ou para fazer um download gratuito.

Free Books - 50 places to find free books online

Livros em extensão jar (java) para celular - é só enviar para o celular e instalar como se fosse um game



Livros grátis. Bibliotecas virtuais. Download Gratuito

...


O site ebookCult é também uma Biblioteca Digital, e encontra-se ali diversos ebooks de diferentes assuntos e formatos de digitalização.

Mais um projeto interessante, é o da Biblioteca de Espiritismo também é muito interessante, ali você encontra mais de 100 livros grátis em português para download gratuito.
Existem muitos projetos de Bibliotecas Virtuais desenvolvidos no mundo todo. Entre elas, podemos citar:

Galileo Project: As informações sobre o grande cientista e inventor Galileo Galilei foram organizadas pelas instituições Rice University e The Council on Library Resources

Biblioteca Digital IBM : Gerencia informações sobre direitos autorais, edição de textos e transformação de bibliotecas comuns em bibliotecas virtuais.

The Variations Project: Agrega informações sobre tecnlogia digital para audio e multimídia em geral. Este projeto é coordenado pelaIndiana University’s Music Library

Internet Public Library: Aqui você encontra obras de literatura intantil e infanto_juvenil, em inglés. Esta biblioteca é pública e é mantida pela University of Michigan School of Information.

Project Gutenberg Electronic Public Library: Existem mais de 16000 livros grátis dentro do catálogo da Gutenber. É a primeira e maior coleção de livros eletrônicos grátis (ebooks).

Bibliotheca Universalis: Integra muitos bibliotecas européias e oferece bom mecanismo de busca. O projeto é financiado pelo grupo dos países mais ricos do mundo, entre eles a Itália. Muito bom para quem procura livros em espanhol, italiano e francês.

...

Artigo disponível em: http://www.marfisa.org/artigos/livro_gratis_download.html

...

domingo, 19 de outubro de 2008

ATENÇÃO PESSOAL

<<<

Pessoal, atenção para o seguinte:

nem sempre faço uma postagem com mensagem explícita, mas sempre atualizo as informações contidas nas pastas e nos links então, vaculhem as pastas das classes - não só a sua, se for o caso - estou sempre acrescentado arquivos novos e novos sites e blogs para visitar.

Ouvi num filme outro dia, pensando bem, foi no filme "As Pontes de Madison", quando o personagem principal diz que as mulheres casam, têm filhos e passam a viver uma vida de detalhes. É verdade, e se essa mulher for arquiteta.... sai de baixo! Detalhes e mais detalhes! Essa sou eu!! E para completar: uma sagitariana! Quem quer mais?!....

Daí onde quero chegar: busquem os detalhes num blog de detalhes de uma mulher mãe arquiteta com uma vida cheia de detalhes. Mais arquitetônico impossível!

Até

>>>>

DOCS DE ARQUITECTURA ON LINE

<<

Numa das comunidades do orkut encontrei esta dica:
DOCS DE ARQUITECTURA ON LINE! que oferece revistas, livros e documentos em geral relacionados com a arquitetura.... vale a pena visitar.

>>>

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

"Arquitetura + Ecologia: uma visão alemã"


Espaço Brasil Telecom e Instituto Goethe apresentam visão alemã da arquitetura ecológica

Exposição está aberta para visitação de 25 de setembro a 22 de outubro.

O Espaço Brasil Telecom recebe, a partir do dia 25 de setembro, a exposição Arquitetura + Ecologia: uma visão alemã, que representa a primeira parte de uma série de exposições do Instituto Goethe sobre a nova arquitetura da Alemanha. A intenção é apresentar um diálogo dos diferentes conceitos culturais e sociais, por meio de exemplos de projetos contemporâneos.

De acordo com a coordenadora da Exposição, Annsusanne Fackler, do Instituto Goethe, nos últimos anos, surgiram no cenário arquitetônico alemão notáveis perspectivas para a configuração da vida moderna. "Ainda assim, em uma comparação com outros países, a sua importância não é devidamente reconhecida e a idéia de arte arquitetônica alemã está, freqüentemente, mais ligada a nomes do passado, como a Bauhaus, Peter Behrens ou Walter Gropius", esclarece.

Nos últimos 30 anos do século passado, o setor testemunhou, entretanto, uma sucessão de movimentos e estilos. Alto padrão tecnológico e soluções inovadoras se tornaram marcos dessa época e de seus arquitetos. A partir deste momento, a principal meta dos novos projetos arquitetônicos passou a ser a relação entre a construção e o ambiente em seu entorno. "Não apenas o efeito estético, mas especialmente o efeito sobre todos os aspectos da vida cotidiana ganha em importância e a insere em um contexto muito mais abrangente do que aquele de um simples projeto a ser executado", comenta Annsusanne.

O objetivo da série Arquitetura + Ecologia é ilustrar a evolução da Alemanha na área a partir de diferentes temáticas, por meio de fotografias e maquetes. A exposição inaugural tem como foco o tema ecologia e apresenta nove projetos de diferentes abordagens.

Do jardim de infância à fábrica livre de emissão de poluentes, do edifício administrativo ao projeto da estação ferroviária, os exemplos mostram uma diversidade de novos desenvolvimentos na área da arquitetura sustentável, que podem ser encontrados atualmente por toda a Alemanha. Essa diversidade de formas de construção, economizando materiais e energia, como também as pesquisas na área de matérias-primas renováveis, equilíbrio energético ou ganho de calor, geram continuamente novas idéias, regulamentos e normas.

Entre os projetos, está um prédio de escritórios em Halensee, Berlim, no qual o espaço entre camadas age ao mesmo tempo como isolante térmico e acústico na barulhenta face oeste do edifício. Há, também, a casa solar Heliotrop®, que gira com o sol, de modo a obter a iluminação e o aquecimento ideais em todas as estações do ano e em todos os períodos do dia. O grande painel de células solares pode se orientar conforme o sol, otimizando o grau de aproveitamento da energia solar.

Debate – A exposição Arquitetura + Ecologia pretende ser mais do que uma mostra e suscitar discussões a respeito do tema. Por conta disso, o Goethe-Zentrum promove, também, um debate no dia 1º de outubro, às 20 horas. Compõem a mesa os professores Jaime Gonçalves de Almeida e Alexandra Albuquerque Maciel, além do presidente honorário do Instituto, Hartmut Günther, como mediador. Diretor do Centro de Pesquisa e Aplicação de Bambu e Fibras Naturais, Almeida destaca a utilização dos materiais na arquitetura. Alexandra, doutora pela Universidade de Nottingham (Reino Unido), apresenta sua pesquisa sobre estratégias bioclimáticas em Brasília.

Serviço - Exposição

"Arquitetura + Ecologia: uma visão alemã"
De 25 de setembro a 22 de outubro

Visitação:
aberta ao público de terça a domingo, das 12 às 19 horas (estendendo-se até as 21h em dias de espetáculo no teatro).

Classificação: livre
Local: Espaço Brasil Telecom

Endereço: Brasília Alvorada Hotel – SHTN Trecho 1 Lote 1B Conjunto C

Site: www.espacobrasiltelecom.com.br

PABX: (61) 3306.2959

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Palestras Técnicas


Click aqui para mais informações

-

Performance verde

Ganhos da construção de empreendimentos residenciais sustentáveis, como redução dos custos de operação e manutenção, maior velocidade de venda e valorização do imóvel, comprovam viabilidade e vantagens do negócio

A adoção de medidas sustentáveis em edifícios residenciais ainda esbarra na resistência de muitos empresários da construção civil e até dos compradores de imóveis quanto à viabilidade e vantagens do negócio. Entretanto, o avanço de estudos de ecoeficiência na construção de empreendimentos residenciais no Brasil e a consolidação desses projetos no exterior - notadamente Estados Unidos e Europa - têm comprovado a inconsistência desse receio: em comparação com edifícios convencionais, prédios reconhecidos como verdes são mais valorizados no mercado, apresentam velocidade de venda e taxas de ocupação superiores, além de poderem oferecer uma performance econômica atrativa para compradores e vendedores.

veja matéria completa


2º Congresso de Extensão Universitária da UNICAMP


A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Preac) realiza nos dias 17 e 18 de novembro, o seu 2º Congresso de Extensão Universitária, nos salões do Centro de Convenções da Unicamp.

O 2º Congresso reunirá e divulgará as ações de extensão realizadas pela Unicamp e por outras instituições de ensino superior interessadas em participar do evento.

O interessado poderá se inscrever em uma das seguintes modalidades: como expositor de trabalho em painel; como co-autor em trabalho submetido por um expositor; ou, ainda, como ouvinte, conforme descrito detalhadamente nas regras de inscrição.

O participante na modalidade expositor poderá inscrever, até 20 de outubro, um ou mais trabalhos que serão avaliados por uma Comissão Julgadora, que decidirá sobre a sua aceitação.

Inscrições e outras informações pelo endereço: www.preac.unicamp.br/congresso

*


link site

Auto CAD

Loading...

Barra de vídeo - sketchup

Loading...

ping

Pingar o BlogBlogs

Este blog apoia a campanha:

desenho - procedimentos para construção

Informativo

Temas principais neste blog: arquitetura, desenho, projeto, tecnologia, construção, história, arte, estudo, pesquisa, curiosidades, sustentabilidade, e-books, links, universidade, faculdade, dicas para estudantes de arquitetura ...


Ajude a compor este espaço... Vamos manter informações importantes para o nosso crescimento profissional e acadêmico.

IMPORTANTE:
Todos os links e arquivos que se encontram no site, estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra.